[us_page_title description=”1″ align=”center”]
  1. Início
  2. Startup Deploy
  3. Mapinhão

O Mapinhão foi um projeto muito legal, surgiu inesperadamente e se tornou um sucesso em muito pouco tempo no ar!

Status do site: offline

A ideia é informar aos visitantes onde localizar pinhão pronto para consumo, afinal de contas, cru se encontra em qualquer feira, supermercado e em muitos semáforos. O Mapinhão veio para facilitar a vida dos amantes de pinhão que desejam algo pronto, na hora, apenas localizar e correr até o pinhão, como era a intenção de minha esposa no que relato abaixo.

Era noite, por volta de 23h, minha esposa havia recém chegado do trabalho, cansada, faminta e com um desejo um tanto inusitado. Queria comer pinhão. Tal desejo é compreensível, pois na época, ela estava nos primeiros meses da gravidez de nosso primeiro filho, Gabriel. Onde encontrar pinhão às 23h? Procuramos na internet e depois de mais de meia hora e sem sucesso, ela desistiu do pinhão naquele dia. Obviamente que ficou super chateada por não encontrarmos. Suas palavras seguintes me deram uma luz para que o Mapinhão se tornasse realidade: “… seria tão bom se a gente tivesse um jeito fácil de encontrar pinhão… Uma lista, um mapa, sei lá.”. Isso bastou. Falei a ela que eu poderia criar tal mapa. No mesmo dia dei meus primeiros commits no que dias depois viria a se chamar Mapinhão. O nome surgiu somente quando eu fui atrás do domínio, tinha que ser 1) um nome criativo; 2) que possuísse um domínio .com.br livre pra registro. Nisso pensei em mapa do pinhão mas uma simples busca na internet me retornava um blog com um mapa da cidade de Pinhão – PR. Então decidi encurtar e assim pensei em  Mapinhão, consultei, estava disponível e pronto! O mapa já tinha um nome e um domínio.

O projeto todo foi feito com PHP (utilizando o micro framework Silex), Mysql, HTML5, CSS e Javascript. Também foi criada a integração com o Google Maps.

O mapa nasceu da necessidade de minha esposa grávida pelo dia 20 de Abril de 2016 e foi oficialmente lançado no dia 19 de Maio de 2016. Inicialmente eu pensava em fazer tipo um game e o funcionamento seria o seguinte: Cada visitante poderia indicar os locais que sabe que comercializam pinhão pronto para consumo. Para isto seria necessário especificar detalhes do estabelecimento/evento/feira. Após isto, os demais visitantes poderiam votar, dar reviews positivos ou negativos. Em uma data que nunca foi especificada, eu daria um saco com 20Kg de pinhão vindo do interior do PR para o autor da indicação com o maior números de likes (reviews positivos).

O problema deste formato é que me custaria muito, pois haveria custo com a logo, layout, mídias sociais, o saco de pinhão me custaria caríssimo para trazer do sul do PR e faríamos toda um logística para provar que o ganhador estaria recebendo algo puro, sem agrotóxicos, enfim, tudo isso me custaria uma grana um tanto alta e com um filho à caminho, não era o mais adequado a se fazer. Sem contar também que depois que o lancei no formato que hoje está no ar, vi mais problemas no formato antigo: Teria muito lixo! Um estabelecimento seria indicado dezenas de vezes por dezenas de usuários. Imagina um pin na feirinha da praça Osório (Curitiba), bom não é mesmo? Agora imagine 30 pins para indicar o mesmo local.

Após conversar com minha esposa, estando eu quase desistindo do projeto por estar muito em cima da hora – afinal de contas a temporada de pinhão é muito curta. Começa em Abril com a liberação da comercialização pelo IAP (Instituto Ambiental do Paraná) e por Julho já está ao seu fim pela escassez do fruto. – ela me sugeriu reformular a ideia, criar algo mais simples, onde eu mesmo indicasse os locais, fazendo ao invés de um estilo de jogo, um mapa que fosse utilizado para fins turísticos e gastronômicos. Adorei a ideia, simplificaria muito minha vida pois não teria de programar toda a parte de contagem de votos, segurança (pra não vir um engraçadinho criar um robô que fique dando like na sua indicação), ranking e sem custo para trazer os pinhões do sul do PR. Em dois dias eu o reformulei e exatamente no dia 19 de Maio de 2016 o Mapinhão estava no ar. Nestes dois dias, eu reprogramei boa parte do que havia criado previamente (já o preparando para ser um jogo) e realizei muita pesquisa. No primeiro dia, o Mapinhão contava com cerca de 8 estabelecimentos apenas, os que soube por indicações de amigos, propagandas em rádios e jornais.

Pós lançamento

Apenas um dia após o lançamento (20/05), o Mapinhão já atraía olhares. Foi divulgado no blog Curitiba Mil Grau. Neste dia os acessos já bombaram. Três dias depois (23/05) foi a vez da prefeitura de Curitiba nos homenagear em sua fanpage no Facebook. Depois disso, surgiram mais indicações no mapa. Apenas um dia se passou para a TV Record entrar em contato comigo para criar uma matéria sobre o Mapinhão. Gravamos a entrevista no dia 27/05 e a matéria foi ao ar para todo o estado do PR no dia 01/06. Veja o vídeo sobre a reportagem que fizeram sobre nós.

http://pr.ricmais.com.br/balanco-geral-curitiba/videos/casal-cria-mapa-para-encontrar-locais-que-vendem-pinhao/

No mesmo dia que a nossa matéria foi ao ar na TV para todo o estado do PR, saímos também na Gazeta do Povo, no caderno Bom Gourmet.

O mais legal de tudo é que todo esse sucesso se deu em pouco mais de duas semanas, duas semanas no ar, sem nada de investimento (além do domínio, do server que eu já tinha e do meu tempo desenvolvendo). Não houve marketing, não houve assessoria de imprensa, mídias sociais, layout bacana, sequer uma logo decente existia, apenas um esboço que eu criei para não ficar sem identidade e mesmo assim foi um estouro!

 

Depois de tanta mídia, dá pra imaginar o sucesso que o mapa fez certo?! Sim, fez muito sucesso, foram milhares e milhares de acessos, feedbacks, indicações de estabelecimentos, mais procura de mídias e mais pessoas satisfeitas por terem encontrado pinhão para consumir neste inverno, mesmo que em preparo de algum prato. Dos estabelecimentos catalogados estão presentes escondidinho de pinhão, pastel, hamburguer, cachorro quente, aperitivos, paçoca, pizza, sopa e pasmem, até sushi com pinhão!

O Mapinhão continuará a ser renovado todos os anos no período em que o fruto é permitido para comercialização, e cada vez com mais novidades. Só para o ano que vem, 2017, a lista já está gigante de novas features.

Menu